Sharing is caring!

O design em cada artigo de decoração é o resultado de um conjunto de factores que aliam estética e funcionalidade.

Design é inovação, é utilidade, é beleza. O Design Social é tudo isso e a vontade de integração e desenvolvimento socio-cultural. É redescobrir culturas e aproveitar recursos desaproveitados. É dar oportunidade e é estimular recursos.

Em Portugal, os projetos de design social começam a aparecer de forma algo tímida, mas em ritmo crescente.

Hoje destacamos 5 projetos de design social que aliam tradição e inovação, desenvolvimento e integração social.

São 5 projetos em que o design de artigos de decoração é o elo de ligação entre designers e grupos sociais que, por diversas razões, têm apenas nestas iniciativas a possibilidade de explorar as suas capacidades criativas.

1. PROJECTO TASA

“O projeto “Técnicas Ancestrais, Soluções Actuais” (TASA) conjuga a cultura tradicional regional a nível do Artesanato – materiais, técnicas, saberes e fazeres locais – com a inovação estratégica – design, história do produto, embalagem, imagem. Esta conjugação provou ser capaz de dar ao produto artesanal uma linguagem contemporânea e uma renovada capacidade de afirmação no mercado cumprindo o objetivo principal do projeto de afirmar e divulgar a atividade artesanal como uma profissão de futuro.” (em facebook.com/projectotasa)

Terrina cortiça projecto tasa

Design Social

2. PROJETO ENTRELAÇOS DAS ALDEIAS HISTÓRICAS DE PORTUGAL

“O Projecto Entrelaços, materializado na Aldeia Histórica de Portugal de Sortelha, começou o ciclo produtivo de uma linha de mobiliário e de decoração com Marca Aldeias Históricas de Portugal.
O percurso marcado por diversas acções de concertação entre agentes, criação de protótipos, teste de produto no mercado, sessões de esclarecimento, workshops e acções de formação-acção, prossegue agora com a criação de 5 postos de trabalho directos (4 artesãos e um coordenador).
Aliar a técnica tradicional, à utilização de recursos endógenos (bracejo) e à criatividade dos designers foi o desafio deste projeto.” (em www.aldeiashistoricasdeportugal.com)

Projecto Entrelaços Design Social Sortelha

3. A AVÓ VEIO TRABALHAR

“A Avó veio trabalhar é um projecto de aprendizagem, partilha e empowerment, que através dos lavores tradicionais e do design, aumenta o poder de intervenção dos seniores na sociedade.
Sediado no Eixo de São Paulo – um contexto territorial que apresenta fragilidades urbanísticas e sociais, o projecto insere-se numa premissa de reinserção sócio-profissional dos idosos. Tem por objectivo estimular o impulso empreendedor e criativo da comunidade sénior, a partir do design como uma das ferramentas de inovação social, promovendo o co-design e a co-produção de produtos e serviços.
Através do laboratório criativo “ A Avó veio trabalhar”, recupera-se o património imaterial do território, cujos seniores são guardiões, e canaliza-se o potencial empreendedor dos participantes, para a formação, produção e comercialização de produtos representativos da comunidade local.
A Avó veio trabalhar é uma iniciativa da Fermenta – Associação , em parceria com a Casa Pia de Lisboa, I.P., a Associação Para o Planeamento da Família (APF) e a Oficina do Cego – Artes Gráficas, apoiada pelo Programa BIPZIP – Câmara Municipal de Lisboa.” (em facebook.com/aavoveiotrabalhar)

A Avó Veio Trabalhar Almofadas design social

4. PROJECTO REMIX

“O Remix integra uma incubadora de eco-design que envolve 5 moradores do Bairro do Armador, em articulação com designers. Em vista: criar soluções de auto-emprego.
Promovido pela Remistura – Associação, apoiado pela Câmara Municipal de Lisboa, é um projecto global de promoção social. O objectivo é encontrar novas soluções para a inclusão e desenvolvimento social, tendo em vista a capacitação da comunidade. Neste sentido foi concebida uma oficina de co-design, capaz de estabelecer um canal de comunicação entre moradores do Bº do Armador e designers, os quais projectaram peças de design, a partir do reaproveitamento de materiais residuais.
No seu percurso, o remix conta com participação na EXD’11, Countdown – International Design Plataform (Itália), na edição de 2012 dos Projectos Originais Portugueses (POP’s), tendo sido distinguido pela Fundação de Serralves com o prémio Promessa, no Wonder Room – Moda Lisboa, na EXD’13, na Beijing Design Week, entre outros.
Este projecto mostra como o design é uma ferramenta de inovação social e como esta pode ser utilizada em colaboração com quem trabalhámos.” (em facebook.com/projectoremix)

10255665_631000053671190_4062818607676535455_n Projecto remix Projecto remix1

5. TOMA LÁ

“Um projecto de design social que surgiu de uma vontade de qualificar os rescursos e produtos de públicos vulneráveis de instituições do concelho de Cascais, através da criação de uma colecção de peças originais únicas, intemporais e com história, contando com a colaboração de uma designer portuguesa.” (em www.toma-la-com)

Design Social Cascais Design Social Cascais