Sharing is caring!

As últimas semanas foram de Homy Pop, de Natal, passagem de ano e de…………arranque das obras na casa da homy!!! A loucura, portanto. Mas uma loucura boa!

O projecto está a cargo da Arquitecta Carmo Ferreira e da Refaz – Obras e Construção, que nos têm acompanhado e aturado nesta aventura com muita paciência, mas sobretudo, com muito profissionalismo e aconselhamento técnico – essenciais neste tipo de intervenções (falámos sobre a importância de contratar um profissional aqui no blog e agora, por experiência própria, reitero tudo o que disse ainda com mais certezas).

Já vos contei aqui quais as nossas prioridades para as obras na casa da homy: remodelar o exterior, trazer mais luz para dentro de casa, modernizar e corrigir!

Foi, como antecipado, difícil fechar os desenhos e, claro, o orçamento. Não “dá” para fazer tudo e nem tudo “dá” para fazer.

Mesmo assim, estamos muito satisfeitos com tudo o que conseguimos incluir, com todas as alterações que – umas maiores outras menores – achamos que terão um enorme impacto na casa e na nossa vida lá dentro.

Em traços gerais:

  • remodelação do exterior: substituição do pavimento na área junto à sala e construção de canteiros em alvenaria;
  • substituição do chão em toda a casa (excepto cozinha)
  • renovação das casas de banho
  • abertura da cozinha para a sala (yeahh!)
  • modernização das escadas
  • alisamento de paredes (eram revestidas a “tinta de areia”) e lacagem de portas interiores e roupeiros (de madeira passam a…surpresa!)
  • pintura da fachada e exteriores
  • substituição de janelas: opção que nada tem a ver com a estética do espaço, mas sim com uma necessidade grande de isolamento térmico.

 

work in progress

 

Já escolhemos os materiais! Uma das fases deste projecto que sabia que me ia dar mais gozo, e assim foi!

Longe de ter sido tarefa fácil! Há o mundo do Pinterest, do Instagram, dos blogs e das revistas de decoração e depois há a realidade. Todas estas fontes são sem dúvida uma excelente ferramenta para nos ajudar a definir um estilo, a criar moodboards, a pensar fora da caixa e a inovar nas nossas opções. Mas, temos de ter o know-how e ponderação para integrar todas essas inspirações no nosso projecto, porque nem tudo fica bem no espaço que temos e umas escolhas acabam por influenciar outras.

As obras propriamente ditas começaram no final de Novembro e prevê-se que durem cerca de 4 (longos) meses.

Na véspera do Homy Pop tivemos de nos mudar. Foram semanas complicadas,  a acabar de fazer o destralhe de que vos falei aqui em modo urgência, para ter a certeza que todo este processo iria acabar por ser libertador e que a nossa casa iria ficar de facto como nova, não só por fora, mas por dentro também.

Este processo de destralhe começou já antes do Verão e ainda bem, porque apesar de não ter conseguido manter o ritmo desejado em todas as alturas, nestas últimas semanas, facilitou-nos muito a vida no processo de embalamento e arrumação.

A casa da homy parece verdadeiramente uma casa de um país em guerra…não há uma única divisão intacta, pó e entulho por todo o lado… o tempo (seco) tem ajudado no andamento dos trabalhos e, pelo menos para já, não temos tido contratempos.

 

o nosso quarto…

 

a sala…

 

a vista da cozinha…

 

Vamos dando notícias e mostrando o avançar deste que podemos considerar um dos projectos da nossa vida.

Wish us luck!

Margarida B.