Sharing is caring!

A tradição parece mandar todos os casamentos para o Verão…mas cada vez mais temos um e outro casamento ao longo de todo o ano.

Terão os casamentos de Inverno um glamour especial? Um casamento é sempre único, especial, independentemente da estação do ano, do tempo que faz lá fora.

Há vários factores que determinam a data do casamento: um dia especial para o casal, o destino da lua de mel, a época em que podem ausentar-se do trabalho, o tempo de que dispõem para os preparativos…tanta coisa!

Eu e o D. casámos em Janeiro, no pino do Inverno, pouco depois das festividades do Natal e passagem de ano.

Celebrámos mais um aniversário de casados e voltámos a concluir e (re)concluir que fazíamos tudo da mesma maneira outra vez. Teríamos o mesmo pensamento se tivéssemos casado em Agosto, eu sei!

Foi uma cerimónia de Inverno, uma festa indoor, e é indiscutível que a meteorologia (apesar do dia de sol fantástico que esteve e da bênção de chuva quando caiu a noite) condicionou muitas das nossas escolhas em termos de espaço e decoração.

Na altura ouvimos alguns queixumes (de senhoras!) de que estavam demasiado pálidas e que depois do Natal os vestidos não cabiam, mas no final foi um momento especial para todos.

Para quem ainda está a ponderar a data ou já optou por casar no Inverno, aqui ficam algumas reflexões!

CASAMENTOS DE INVERNO: DICAS ÚTEIS

  • ESPAÇO: Não quisemos jardins lindíssimos, nem varandas descobertas. a probabilidade de chuva e frio é muito maior (por muito que hoje em dia não seja possível antecipar o estado do tempo em nenhuma estação do ano). Escolhemos um espaço indoor que permitia tirar fotografias bonitas, originais. Opte por um espaço com salas com uma arquitectura e decoração bonitas ou invista na decoração do espaço.

 

  • HORÁRIO: Para aproveitar a luz do dia para a recepção dos convidados e fotografias teríamos de ter casado às 11h00 da manhã… Já que dificilmente se aproveitaria o dia (que poderia, ainda por cima, ser cinzento, e anoitece cedo), optámos por fazer um casamento “nocturno”, com início às 18h00. Foi uma boa escolha!

 

  • CLIMATIZAÇÃO: Está frio e as senhoras estão menos agasalhadas. Para que todos estivessem confortáveis, tivemos de apostar numa boa climatização do espaço. Certifique-se que o espaço tem aquecimento suficiente.

 

  • ILUMINAÇÃO: Seja porque os espaço indoor podem ter menos iluminação natural (como era no nosso caso), seja porque de facto anoitece cedo, há que apostar na iluminação. É um factor determinante na criação de um ambiente confortável e glamouroso!

 

  • DECORAÇÃO: dependerá sempre do espaço escolhido (naturalmente), mas as velas são claramente uma aposta ganha nos casamentos de Inverno. A luz das velas dá “calor” ao ambiente. Os nossos centros de mesa tiveram velas e apenas algumas verduras. Há talvez menos variedade de flores (mas também há opções lindíssimas!). Em termos de cor, o Inverno parece pedir cores menos eléctricas, mas nada impede que se opte por uma palete de cores mais quentes e ousadas! No nosso, porque o espaço já tinha muita cor, optámos pelo branco e o verde das plantas. Detalhes. Detalhes. Detalhes! E não se esqueça de um bengaleiro: ao contrário dos casamentos de Verão, no Inverno há casacos e guarda-chuvas que não ficam bem nas fotografias. [Dicas para planear a decoração do casamento noutro post, aqui].

 

  • DIVERSÃO: divirta-se nos preparativos, divirta-se nos convites, divirta-se nas provas e sobretudo divirta-se no dia do seu casamento. Estão todos felizes por si e nada abala essa energia positiva e esse sentimento.

 

Deixamos-lhe algumas imagens para (re)considere os casamentos de Inverno:

Felicidades!

Margarida B.