Dia 2 de Janeiro mudámos de escritório. Precisámos de secretárias, cadeiras, mesa de reuniões, mais cadeiras, estantes, módulos de gavetas, caixotes do lixo, candeeiros…

Foi uma corrida contra o tempo porque o trabalho não espera e as festividades não ajudam. A mudança está feita, mas está longe de estar concluída!

Mudar e (re)começar faz-nos sempre pensar um pouco naquilo que fazemos, na maneira como fazemos, nas nossas metas. O escritório onde estávamos tinha tudo (tudo!), por isso o que fizemos foi mais que uma mudança de dossiers, livros e computadores. Foi também montar um escritório de raiz, com tempo apertado e orçamento limitado.

Foi uma corrida, mas o que tem de ser rápido é também muitas vezes mais eficaz. Estes foram os aspectos que tivemos como prioritários na montagem do novo escritório:

1. Espaço:

Secretárias que fossem suficientemente grandes e pequenas o suficiente para que não enchessem demasiado os gabinetes, que ainda deixassem um espaço simpático de circulação e que coabitassem com estantes e módulos de gavetas. Mesa de reuniões e cadeiras com as dimensões certas para uma sala simpática e convidativa, confortável e versátil.

2. Saúde no trabalho:

Uma secretária profunda o suficiente para ter o ecrã a uma distância boa, para ter o teclado e alguns papéis de trabalho; uma cadeira com bom apoio lombar, ergonómica e confortável (passamos demasiado tempo sentados!).

3. Arrumação e organização:

Essencial! a mudança fez-nos deitar fora muita coisa que estava a mais, mas a papelada cresce e é preciso pensar em arquivo. A solução são estantes e mais estantes e também módulos de gavetas para material de escritório. Neste ponto, também optámos por secretárias não tão grandes assim! Quanto menos espaço, mais organizadas e arrumadas seremos, certo?! Ainda precisamos de cabides para pendurar casacos! E organizar o arrumo para termos alguns snacks, café, chá e águas.

4. Iluminação:

Temos luz natural (muita, felizmente!) mas quando o sol se vai a luz é fraca e branca…candeeiros de mesa para todos!

5. Decoração:

É importante que haja harmonia. A escolha foi para o branco como cor base de todo o mobiliário, apesar de haver modelos diferentes de secretárias, consoante as necessidades de cada um. Outro ponto a favor desta escolha é a intemporalidade e leveza do branco (o chão é escuro e as paredes acinzentadas…). Num espaço arrendado como este não dá para inovar muito…não podemos pintar uma parede, pendurar quadros… com as diferentes necessidades de cada um, conseguimos criar uma linha comum e harmoniosa, mas com margem para personalizar a gosto!

 

O escritório tem de ser um sítio com a nossa cara, onde tenhamos vontade de estar, com todo o conforto, que nos inspire, que nos motive.

Se trabalhamos num local arrendado e/ou numa empresa, é mais difícil de personalizar o nosso espaço de trabalho, mas há sempre espaço de manobra para alguma adaptação e decoração. Há pelo menos duas coisas que pode/deve sempre procurar ter: boas condições de trabalho (mobiliário adaptado às suas medidas e posição de trabalho e boa iluminação) e apontamentos pessoais que lhe dêem algum conforto e motivação (uma foto de família, uma frase inspiracional, uma recordação ou souvenir, um desenho do filho, uma planta…).

Quem trabalha em casa tem sem dúvida mais margem de manobra para personalizar o espaço, mas pode haver outras limitações, nomeadamente pelo espaço disponível (este é todo um outro tema que merece uma abordagem autónoma, que já tivemos oportunidade de fazer aqui).

Não há mundos perfeitos, mas há uma máxima pela qual nos devemos guiar: find a job you love and you will never work again!

Deixamos-lhe algumas imagens de escritórios e espaços de trabalho de fazer inveja! Esperamos que tire daqui boas ideias para a decoração do seu espaço de trabalho e comece o ano com energias renovadas!

 

Bom Ano e Bom trabalho!