Etiqueta: plantas

6 Plantas purificadoras do ar que não podem faltar em sua casa

Diz-se que por vezes o ar dentro de nossa casa é mais poluído do que o ar da rua – poderão as plantas fazer a diferença na tarefa de purificar um espaço?

Os elementos nocivos do ar são mais do que muitos e com nomes impronunciáveis. Torna-se então essencial arranjar estratégias para purificar o ar em casa e que todos os dias sofre ataques com o pó, a poluição que trazemos na roupa, os aparelhos electrónicos, …

A boa notícia é que é possível melhorar a qualidade do ar dentro de casa com plantas purificadoras. Com algumas escolhas simples podemos fazer uma grande diferença nos nossos espaços, sem ter de transformar a nossa casa numa selva.

Há várias opções, e ainda se tornam melhores escolhas quando para além de purificarem o ar, são plantas que ficam incríveis na decoração da casa. Aproveite um canto mais vazio, um móvel mais despido ou mesmo uma bancada na cozinha, e espalhe verde pela sua casa.

Antes de conhecermos as melhores opções para purificar o ar de sua casa, não deixe de ver o nosso artigo com ideias para decorar com plantas, que se torna um óptimo complemento quando escolher a sua planta purificadora.

Espada de S. Jorge

É uma planta que resiste tanto a temperaturas quentes, como ao inverno rigoroso, tornando-se uma óptima aliada para sua casa. Requer pouca manutenção e faz um trabalho incrível a purificar o ar.

Espada de S. Jorge
Espada de S. Jorge

 

Hera Inglesa

Dá-se bem dentro de casa, sobrevive ao frio, ao quente e requer pouca manutenção. Mantenha-a num equilíbrio entre o sol e a sombra e aproveite a capacidade purificadora desta planta. Deve ser cortada frequentemente uma vez que o seu crescimento é rápido. Pode usá-la tanto como planta trepadeira, como planta suspensa, dando assim um toque especial na decoração

Hera Inglesa
Hera Inglesa
Hera Inglesa

 

Aloé Vera

Uma planta especial e cheia de funcionalidades. Purifica o ar de sua casa, em contacto com a pele é um cicatrizante natural e até torna o cabelo mais brilhante. Com alguma manutenção pode manter-se como uma planta pequena ou chegar até ao metro de altura.

Aloé Vera
Aloé Vera

 

Cactos

Numa época em que as casas estão cheias de aparelhos electrónicos, os cactos são os aliados para proteger o ar das ondas electromagnéticas. O único elemento que o cacto precisa é de luz, de resto é deixá-lo estar a cumprir o seu papel de purificador e de elemento trendy na decoração. Sendo tendencialmente uma planta mais pequena, seja criativo e arrisque num mix de cactos na sala, ou usando apenas um como detalhe numa casa de banho.

Cacto
Cacto (www.thefashionhall.com.br)
Cacto (www.thefashionhall.com.br)

 

Ficus

Esteticamente há para todos os gostos: maiores ou mais pequenos. A purificar o ar, principalmente em zonas com pó é uma planta incrivelmente eficiente, tornando-se assim um óptimo aliado em zonas como a sala ou o escritório. Não deve apanhar sol directamente e tem um crescimento muito lento. É uma óptima escolha para aquele canto mais vazio da sala, que estava a precisar de um detalhe vivo que só as plantas conseguem trazer.

Ficus (Fonte: City Farm House)
Ficus (Fonte: City Farm House)

Lírio da Paz

É das poucas plantas purificadoras que dá flor, o que se torna também uma óptima opção na decoração de sua casa, sendo uma planta discreta, elegante e que se enquadrará facilmente em qualquer divisão. Não tolera temperaturas demasiado baixas, por isso no Inverno deixe-a perto de uma janela para apanhar sol e com a terra sempre húmida.

Lírio da Paz
Lírio da Paz
Lírio da Paz

 

Quando escolher as suas plantas purificadoras tenha atenção se são plantas tóxicas ou não, especialmente se tiver em casa animais ou umas mãos mais pequeninas, que às vezes são tão curiosas.

Espalhe verde pela sua casa e referindo-se à pureza do ar, a expressão ar do campo deixará de fazer sentidoporque o ar de casa será igualmente puro!

Como escolher um vaso em 3 passos

Um leigo na matéria (como nós!) escolhe o vaso para as suas plantas tendo apenas por base duas condicionantes: o tamanho (pequeno para plantas pequenas, grande para plantas grandes) e a estética (giro ou feio…).

Há vasos de várias formas e tamanhos, com vários acabamentos, com e sem sistemas de rega e/ou de drenagem.

A primeira regra é a mais simples: primeiro escolhemos a planta e só depois o vaso!

Actualmente, a oferta é muita e há que atender às necessidades de cada planta, para que ela se sinta bem no seu “lar” e cresça saudável.

Por isso, na hora de escolher o vaso, esteja atento e siga este raciocínio:

COMO ESCOLHER UM VASO EM 3 PASSOS

1.º Passo: Material

A primeira preocupação é se é um vaso para interior ou para exterior e que tipo de material podemos escolher consoante o tipo de drenagem a planta precisa.

Basicamente, há 3 materiais base de que são feitos os vasos: barro (cerâmica), cimento ou plástico (incluindo resinas).

Barro (cerâmica): permite a evaporação da humidade. No entanto, os vasos de barro envernizado vêm esta capacidade reduzida, tanto mais quanto maior for a camada de tintas e vernizes.

Cimento: também têm uma grande capacidade de evaporação da humidade, secando a terra

Plástico: retém a humidade do solo por mais tempo.

Há também vasos em vidro transparente, ideais para plantas que gostam de ter as raízes expostas, como as orquídeas.

Em conclusão, os vasos de barro e de cimento são ideais para plantas que não aguentam muita humidade no solo e os vasos de barro para plantas que gostam dos solos mais húmidos (mas neste tipo de vasos, atenção às regas excessivas!).

Uma forma de colmatar a falta de drenagem permitida pelo material do vaso é através de furos e aberturas na parte inferior do vaso.

2.º Passo: Tamanho

A planta vai se desenvolver consoante o espaço que tenha para as suas raízes se expandirem. Dependendo do tipo de planta, poderá ter de optar por vasos mais profundos ou mais largos.

3.º Passo: Estética

Por fim, escolha um vaso cuja estética se enquadre com a decoração do seu espaço. As plantas são em si já um elemento decorativo muito importante, mas os vasos são um complemento que não se deve descurar e podem até ser uma peça que se sobrepõe.

Agora que já escolheu o vaso, veja bem em que local vai colocá-lo (mas isto é matéria para outro post!)

Ideias com ‘h’: Wallart com flores ou plantas

A ideia com ‘h’ de hoje é um wallart com flores e plantas que irá dar um toque minimalista – mas moderno e elegante – a qualquer divisão da sua casa. Os materiais são muito acessíveis e económicos e vai fazê-la questionar-se: como é que nunca me lembrei disto antes?

Continuar a ler